23 out 19

Não cometa os mesmos erros da CIA na sua empresa

Por que você precisa de diversidade na sua empresa

Por Michael Foran, CC BY 2.0

 

Embora muitas empresas apliquem esforços para a construção de um ambiente diverso, não são muitas as que podem dizer que realmente chegaram lá. Isso porque nem todos estão convencidos dos benefícios de investir em trazer a diferença pra dentro de casa.

Um ambiente diverso não somente faz parte das melhores empresas para trabalhar, como também garante melhor visão estratégica, já que no mesmo time, tem-se visões diferentes de mundo.

Recentemente, o jornalista britânico, Matthew Syed, publicou pela BBC uma matéria especial em que traz uma justificativa à tão comentada falta de visão da CIA sobre os ataques de 11 de setembro de 2001. Segundo Matthew, o fracasso da agência de inteligência se deu justamente pela falta de diversidade, já que, devido às preferências da CIA, contratava gente com o mesmo perfil : homens, brancos, anglo-saxões, americanos, de religião protestante.

Osama Bin Laden declarou guerra aos Estados Unidos a partir de uma caverna em Tora Bora, no Afeganistão, em fevereiro de 1996, mas para a massa crítica aquele homem parecia primitivo demais e não representava perigo. Richard Holbrooke, alto funcionário do presidente Clinton, colocou desta maneira:
“Como um homem em uma caverna pode alcançar a sociedade líder em informação do mundo?”
Alguém familiarizado com o Islã que trabalhasse na CIA poderia ter entendido a seriedade da ameaça e tomado providências, já que os sinais da força de Bin Laden eram claros para alguém que detivesse esse conhecimento. Inclusive, muitas coisas que faziam os agentes da CIA acharem que Osama Bin Laden não passava de um “mulá primitivo em uma caverna”, eram sinais ainda mais fortes de sua importância: seus hábitos e posturas corporais, local em que vivia, barba, túnica etc.

É claro que esse é um exemplo extremo, mas pense a respeito: quantas coisas passam despercebidas por baixo do seu nariz por não trazer diversidade para a sua empresa?

Leia o artigo de Matthew Syed para a BBC.


Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *