30 dez 19

A importância de um RH data driven

A revolução dos dados já está acontecendo

Photo by Franki Chamaki on Unsplash

Embora já se discuta muito sobre os ganhos que se tem na era dos dados, pouco se fala sobre como surfar a onda dessas oportunidades dentro das empresas. Ao contrário do que muita gente pensa, investir em tecnologia e em renomados cientistas de dados não traz o esperado retorno sem que haja uma mudança estrutural na forma de pensar e tomar decisões em toda empresa.

Entre as 150 Melhores, 53% já faz uso de people analytics na gestão de seu público interno neste ano de 2019, o que representa um crescimento de 40% em relação ao ano de 2018, quando este indicador foi inserido na pesquisa. O dado mostra que o tema entra de vez na agenda das organizações que mais bem estruturam suas informações para a tomada de decisão em gestão de pessoas.

Entre as 150 Melhores que ainda não utilizam a informação, 21% relataram dificuldades relacionadas à infraestrutura, processos de TI e confiabilidade dos dados.

A ausência de um profissional qualificado para desenvolver a atividade foi o motivo para 13% deste grupo de empresas não utilizar o people analytics e 11% ainda não tomaram conhecimento de como iniciar este processo.

Para as classificadas entre as 150, 29% usam o processo para desenvolver o seu Work Force Planing e Desenvolvimento de seus Profissionais, 27% acompanham a performance dos colaboradores, medem o engajamento e fazem a gestão da retenção de talentos.

No entanto, antes de realizar grandes investimentos para desenvolvimento dos melhores data lakes e algoritmos, há de se ter um profundo alinhamento sobre governança e modo de trabalho para a adoção de advanced analytics. Neste artigo no site Brazil Journal, Nicola Calicchio e Yran Dias apontam um caminho para o sucesso na relação com os dados:

 

Disseminar essa visão pela companhia contribui para reunir todos em torno de um objetivo comum, mensurável, definindo a direção da verdadeira criação de valor. Uma visão efetiva é composta por:

 

— uma estratégia na qual o CEO e a liderança sênior da empresa estejam pessoalmente envolvidos;

— priorização cuidadosa de onde está o maior valor considerando viabilidade, prazo de execução e retorno potencial;

— investimento e realocação de recursos adequados.

 

Como você tem tratado dados de pessoas na sua empresa?

Se sua organização participou da pesquisa das Melhores Empresas em 2019, a plataforma ATMOSFERA está pronta para suportar suas decisões e nosso time preparado para planejar o seu 2020. Entre em contato conosco.


Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *