03 ago 20

4 lições de Jack Welch sobre liderança

Jack Welch was the best and worst thing that happened to GE — Quartz

“Antes de você ser um líder, o sucesso é crescer. Quando você se torna um líder, o sucesso tem tudo a ver com o crescimento de outros. ”

Jack Welch

No início de março de 2020, faleceu aos 84 anos Jack Welch, o emblemático ex-CEO da GE. Ele liderou a companhia por mais de 20 anos. Nesse período, a capitalização de mercado da empresa passou de US$ 12 bilhões, quando ele assumiu sua direção em 1981, para US$ 410 bilhões, quando saiu.

Apesar dos resultados da GE ao longo dos anos que atuou como CEO, dos livros, palestras e outros conteúdos, a a palavra emblemático cai muito bem para Jack, que tinha personalidade bem forte e pulso firme para tocar o negócio. Inclusive, ficou conhecido como “Neutron Jack”, em referência à bomba de nêutrons que mata homens, mas poupa infraestruturas.

O que Jack Welch nos ensina sobre liderança

  1. O Chefe do Propósito

Um líder precisa ser a pessoa na sala que consegue transmitir propósito. Precisa ser capaz de emanar: “para onde vamos”, “porque vamos lá” e, o mais importante: “o que as pessoas ganham indo com você até lá”. É comum as pessoas chegarem em um emprego novo e quererem mudar tudo. Mas, elas se esquecem de que as pessoas não gostam de mudanças. Então, para tirar as pessoas da zona de conforto você vai ter que responder: “por que mudar com você?”. A resposta pode ser um salário melhor, uma promoção, mais flexibilidade e até mesmo “nada”, desde que isso seja claro.

  1. Seja a pessoa que varre o caminho

As pessoas têm seu próprio jeito de fazer as coisas e esse jeito estava lá antes de você chegar. Então, cuidado ao burocratizar e, com isso, dificultar a vida das pessoas e a execução das tarefas. Antes de propor um processo novo, viva a bagunça das pessoas, aprenda com ela! O seu papel como líder é facilitar a vida das pessoas, não colocar mais dificuldade na vida delas.

  1. Seja generoso

Um bom líder tem em seu corpo a generosidade como substância natural. Lá no seu DNA você precisa ter um gene de generosidade, que te permite ficar absolutamente feliz pelo sucesso das pessoas. Você precisa amar dar promoções e pagar bônus sem nunca se perguntar se isso é justo com você. Celebre as vitórias, inclusive as pequenas!

  1. O trabalho pode ser divertido

Ser líder é ter responsabilidade sobre uma parte significativa da vida das pessoas. O ambiente de trabalho tem grande impacto sobre como elas agem, dentro e fora da empresa porque as pessoas passam grande parte do tempo delas ali. Faça com que seja prazeroso!

Assista ao vídeo:

Jack Welch e a importância do RH

Foi perguntado a Jack Welch sobre como saber se o trabalho do RH está funcionando e ele respondeu: “Perguntei uma vez a uma platéia de 5 mil executivos de RH se eles tinham, em suas empresas, a mesma importância do CFO. Só 25 deles disseram que sim. Bem, se você dirige um time de futebol: a Seleção Brasileira de Futebol. Você prefere falar com quem escala o time ou com quem cuida do dinheiro?”.

Entre as dicas sobre como medir o trabalho do departamento de Recursos Humanos, Jack cita as seguintes formas:

  1. Quantos líderes são formados na sua empresa: Jack diz que RH é sobre formação de liderança. É sobre entender as necessidades da empresa e preparar gente para assumir desafios.
  2. Feedbacks contínuos e claros: pergunte às pessoas com frequência como as coisas estão. Esses feedbacks constantes são essenciais para entender os problemas da organização e agir rápido.
  3. Pessoas relevantes para suas bandeiras: para ele, as pessoas que você coloca em cargos-chave, vão te render muito mais do que horas de discurso que você possa dar por aí. Se você quer que um assunto ganhe relevância, pense em quem é a melhor pessoa com maior reputação para levantar essa bandeira. “Todos no escritório têm que olhar e dizer: “Ah! Então eles estão falando sério sobre isso”.
  4. Reconheça pessoas: ele dá o exemplo “A pior coisa que pode acontecer em uma empresa é uma assistente estudar à noite por sete anos. Ela economiza, a empresa dá suporte e aí quando ela se forma ela continua no mesmo cargo”. Para Jack Welch, as pessoas mudam e precisam de oportunidades compatíveis para que elas fiquem com você.

RH data driven e os resultados

Já escrevemos aqui no blog sobre a importância de ter um RH data driven. A era tão boa quanto necessária e não precisa assustar a sua equipe. Conte com a gente para coletar os dados totalmente sem custo. Entre em contato conosco inscreva sua empresa na pesquisa FEEx, conte pra todo mundo que você trabalha em um Lugar Incrível.


Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *